2

Dicas para não se matar-se a si mesmo - Parte 1

Tom Boca de Cantor 24 de outubro de 2010

CAPA01

Morrer, definitivamente, não é algo bacana. Do ponto de vista cristão, até pode ser, mas por motivos terrenos, nenhuma pessoa gosta de morrer. Talvez por estar às vésperas do vestibular, terminando a faculdade. Ou talvez por estar prestes à ser promovido na firma. Talvez por não querer deixar com saudades sua família, sua namorada, seus amigos ou sua sogra. Talvez por seu time estar fazendo uma ótima campanha na Libertadores e almejar o tricampeonato, ou por ter grandes chances de eliminar o União-MT da Copa do Brasil.

Bom, talvezes à parte, o fato é que quem curte uma vida viva, não gosta de morrer. Portanto, para que se previnam, vou apresentar 5 formas bem comuns de bater as botas que podem atrapalhar o seus planos de vida. Cautela, meus amigos, e muita atenção.

PRINTER03

Qualquer impressora pode ser fatal. A Xerox ultra-high-performance-paper versão 2010 ou a Epson que veio de brinde com um computador que você comprou no Carrefour para sua avó. Às vezes o papel tranca e enrola dentro da impressora. E é aí que inocentemente você abre a tampa e dá uma fuçada ali. Erro mortal. Pode acontecer de você puxar o papel, ele escorregar nos seus dedos e causar um corte. Então você resmunga um palavrão e assusta um cliente. Seu chefe pode ficar irado e espancá-lo até a morte. Muito fácil de acontecer. Fique atendo às impressoras!

MORANGO03

O crime é na cozinha. Fazendo a sobremesa para o almoço de domingo, você, mamãe, coloca os moranguinhos no liquidificador. Liga ele mas comete o macabro erro de esquecer de tampar o equipamento. Erro fatal. Posso até ver a cena do caos iminente:
Ao pressionar o botão, o morango voa do eletrodoméstico e gruda no teto. Aí você sobe na mesa para limpar e uma bala perdida destrói o pé da mesa. Já era. A mesa cai e você se estabaca de cabeça no chão.

ESPETO03
Você está espetando a carne no tradicional almoço em família de domingo que normalmente só sai lá pelas duas da tarde. O problema é que não haviam limpado direito o espeto, e ali surgiu uma colônia de fungos e bactérias. Por causa destes micro seres do mal, acontece um distúrbio intestinal coletivo. Aí, a família inteira corre para o banheiro, e na discussão para ver quem vai primeiro, a fatalidade: Um tio, já pelo efeito da marvada, saca seu revólver e causa uma tragédia familiar. Pode acontecer, ninguém está livre disso.

2 comentário(s):

Will disse...

Kralho! Ri mt! Principalmente c/ o morango.
A partir d hj, só faço sobremesa com cereja.

Vc prometeu 5! Kd os outros 2?!

Noemi Neimeir disse...

Eu num confio mais no meu tio....
http://falar-sobre-tudo.blogspot.com/2010/10/matematica-basica.html

Postar um comentário

 
©2008-2011 Todo conteudo do blog é fictício.
Template by Blogger Bits